• Leandro A. de Sousa

Sangue Negro - Uma história sobre competição e arrogância


Fonte: Imagem INDEPENDENT

Após Boogie Nights e Magnolia, Paul Thomas Anderson (PTA) não precisava mais se provar, mostrou que tinha maestria como escritor e diretor com ambos os filmes, mas ainda sim iria lançar um dos maiores filmes da sua carreira até então. Baseado no livro Petróleo! de Upton Sinclair, Sangue Negro nos mostra a ganância e a competitividade da forma mais visceral e humana possível.

O filme se passa na virada do século XIX para o século XX, Daniel Plainview (Daniel Day-Lewis), é um empresário que trabalho no ramo de perfuração de Petróleo, junto ao seu filho, que ao longo do filme só é conhecido como H.W (Dillon Freasier), ele percorre o país em busca de terras para perfurar em busca de Petróleo. Um dia ele descobre que em uma pequena cidade chamada Little Boston existe uma grande quantidade de Petróleo e decide ir até lá. Chegando lá ele conhece Eli (Paul Dano), este que por sua vez é dono de uma pequena igreja e logo vemos que existe uma grande tensão entre ele e Daniel.

Daniel Plaiview é um homem ardiloso, arrogante e competitivo por natureza e que odeia a maioria das pessoas, na verdade, é difícil saber se ele realmente gosta de alguém, até mesmo seu filho H.W serve apenas como um rosto bonito para que ele consiga acordos de perfuração.

Sangue Negro é a história de um homem podre por dentro que não quer mais nada a não ser se ver livre de todos a sua volta, e para isso ele precisava enriquecer. A sua revolta e ódio contra os outros seres humanos foi desenvolvida ao longo dos anos e corrói o seu espírito como um câncer.

A ganância corrompe um homem e Daniel foi corrompido por ela, Daniel é obcecado por poder e acha no dinheiro um meio para acumular mais desse poder, ele queria se ver livre de tudo e todos, mas antes disso ele precisava ver todos se ajoelharem perante ele, e quando um homem se recusa a fazer isso, Daniel vê nele um inimigo que precisa ser destruído.

Pode-se dizer que os Estados Unidos foram construídos graças a empreendedores e a fé, seja no escritório ou seja na igreja, sempre terá alguém desejando poder e adoração mais do que tudo, em Sangue Negro vemos esses dois se enfrentado em um representação perfeita: O homem do Petróleo e empreendedor e o pastor fanático que vende milagres para seus fiéis. O sentimentos de competição de Daniel cresce junto ao seu ódio pelas pessoas quando ele o conhece, Eli é o único homem que não quis aceitar a vinda de Daniel a Little Boston e por isso existe uma rivalidade tão grande entre os dois, Daniel vê em Eli não um rival, mas um verdadeiro inimigo que o humilhou e durante anos cultiva um sentimento de vingança contra ele.

Sangue Negro nos mostra o poder da competitividade e fala sobre um homem que encontra no dinheiro um conforto que ele simplesmente não consegue encontrar em outras pessoas, até mesmo no seu filho. Paul Thomas Anderson conduz o filme como uma ópera, com uma trilha sonora de tirar o fôlego, cenas grandiosas, diálogos intensos e profundos, que nos faz mergulhar ainda mais na ganância de Daniel.

"I drink YOUR Milkshake"

NOME ORIGINAL: THERE WILL BE BLOOD

DIRETOR & ROTEIRO: PAUL THOMAS ANDERSON

ANO: 2007

#Filmes