• Leandro A. de Sousa

A diferença entre Maratonar e Acompanhar


Há algum tempo eu venho fazendo maratonas de algumas séries, dessas se destaca The Sopranos, que em breve vai ter um texto especial aqui no Fala Objetiva, mas em resumo, Sopranos é uma das melhores coisas que eu já vi em questão de séries (Desculpe Breaking Bad) é um drama familiar incrível, onde temos como tema a Máfia dos tempos atuais, cada personagem por mais insignificante que pareça tem sua importância no arco da série.

A HBO (mesma emisora de The Sopranos) também exibe um dos maiores sucessos da atualidade, Game of Thrones, a fantasia medieval que é recorde de audiência na emissora e já está indo para seu sexto ano de exibição.

Dito isso, você se pergunta "E daí Leandro?", bom, as duas séries não tem nada a ver uma com a outra, mas a questão não é essa, eu maratonei The Sopranos e posso dizer que não lembro de nenhum episódio ruim da série, mas vamos combinar que nenhuma série é perfeita, apesar de eu não conseguir lembrar, com certeza The Sopranos deve ter aquele episódio mais parado ou mais morno como por exemplo o primeiro da sexta temporada de Game of Thrones.

A questão de Maratonar séries se torna um problema quando seu senso crítico se perde um pouco, você já tem ali tudo na hora, basta ver um episódio e pular para o outro, não teríamos tempo para criticar a SE06E01 de Game of Thrones se a HBO usasse o método Netflix, simplesmente pularíamos para o próximo episódio e esqueceríamos daquele. Alguém lembra de algum episódio de Stranger Things onde as crianças não falam uma frase sobre amizade ou aquele que a Eleven rouba alguns waffles? Ou da segunda temporada de Demolidor? Provavelmente quase ninguém. Maratonar também se torna um problema quando sua memória tem que armazenar muito conteúdo de uma só série em um curto período de tempo, você não tem tempo para processar aquele episódio, apenas pula para o próximo, pois a curiosidade é maior.

A questão de acompanhar é que quando você assiste a uma série você cria mais expectativas, fica ansioso com o próximo episódio ou com raiva porque a AMC não mostrou quem o Negan matou. O seu senso crítico está mais apurado naquele momento, porque é algo inédito, não há reviews e nem spoilers, você não sabe qual o legado que aquela série vai deixar depois do seu fim, você consegue melhor avaliar apenas um episódio e julgar se este tem ou não relevância para a continuidade da série, mas não importa, você vai ter que esperar até a próxima semana para saber como será o desfecho, aí pode vir tanto a surpresa quanto a decepção, mas a escolha de assistir ao episódio é exclusivamente sua.

"Ah então quer dizer que eu não devo Maratonar?" Claro que deve, é uma das melhores sensações que se tem maratonar uma série de qualidade. Mas tudo na vida tem seus prós e contras, assim como a frustração que pode ser muitas vezes um motivo para desistir de uma série que você acompanha (Leia The Walking Dead), mas se maratonasse as chances de desistir seriam muito reduzidas pelo simples fato de que os erros ficariam mais escondidos ao seus olhar, e também chega um certo ponto enquanto você maratona uma série em que se sente uma obrigação de terminá-la, se você chegou tão longe, tem que acabar.

Existe diferença em como você vai olhar para uma série quando se maratona ou quando se acompanha, mas isso não é importante se comparado a grandeza de séries como The Sopranos, Mad Men, Breaking Bad, The Wire etc. O importante é consumir conteúdo de qualidade e propagar isso para que mais e mais pessoas tenham conhecimento, maratone, acompanhe, veja uns episódios aqui ou ali, mas assista, isso é o que importa.

#Séries