• Matheus P. Oliveira

Dica do Dia | A Tortura do Medo (1960)


Foi um contraste para muitos cinéfilos quando o diretor de Sapatinhos Vermelhos, Michael Powell, resolveu dirigir A Tortura do Medo, lançado na Inglaterra em 1960. Estrelado por Karlheinz Böhm, ele interpreta Mark Lewis, um homem cuja obsessão é filmar o assassinato de suas vítimas e, assim, capturar o medo em seus rostos. Os elementos da direção de Powell são intuitivos e a filmagem em Technicolor realça isto. Sem que tomemos conta, o diretor nos torna cúmplices da história ali contada, e Böhm entrega com competência as nuances do macabro Lewis. A premissa do longa confirma a causa do contraste e, ao mesmo tempo, enfatiza o grau de incompreensão que teve na época. O cancelamento de sua exibição e o fim da carreira de sucesso de Powell foram resultados dela. Tanto a crítica quanto o público o reprovaram, e ele caiu no esquecimento por muitos anos. Todavia, a reflexão tratada em sua história ultrapassava sua premissa grotesca, e o diretor de Taxi Driver e Touro Indomável reconheceu isto. Martin Scorsese, reconhecido fã de Powell, pagou do próprio bolso a reexibição de A Tortura do Medo, transformando-lhe numa verdadeira obra-prima.  

A Tortura do Medo (Peeping Tom - Inglaterra, 1960) Direção: Michael Powell. Roteiro: Leo Marks. Elenco: Karlheinz Böhm, Moira Shearer, Anna Massey, Maxine Audley, Pamela Green. Duração: 92 minutos.

#PeepingTom #MichaelPowell